O lendário "Quebra-Mar" de Santos e suas longas direitas

Localizado no canto direito da praia de Santos, o pico é bastante disputado pelos surfistas locais

Quebra Mar clássico e alinhado" (Ph. "Os direitos autorais sobre esta imagem pertence aos seus respectivos donos")

Perto de São Paulo, localizado no canto direito da praia de Santos, o "Quebra Mar" ou também conhecido como Píer, tem como característica a constância e qualidade das diretas ao lado do Emissário Submarino. O posicionamento das pedras ajuda a formar a bancada para receber as ondulações onde se formam boas direitas abrindo para o canal 1.

Nos dias que entram as ondulações de sul, as longas direitas predominam. Do outro lado do píer (entre o Píer e a Ilha de Urubuqueçaba) tem a prainha, que quebra uma esquerda boa na maré seca. O quebra-mar é um excelente local de treino e ponto de encontro de surfistas locais. No local é possível assistir campeonatos de surf de nível internacional e ainda deparar com um show dos irmãos Salazar (Almir e Picuruta) que são presença constante no local. 
 
Etapa Corrupto Fish no Quebra Mar / Acervo Volcom Brasil
 
As ondas costumam quebrar longe da praia, principalmente nos dias maiores. Sylvio Zampol, famoso shaper dos surfistas Caio Ibelli e Thiago Camarão explica que por lá "o ideal é entrar no mar pelo canal ao lado das pedras que te leva ao outside sem dificuldades" e alerta que ter um bom condicionamento físico e a remada em dia é essencial para se destacar no pico, pois geralmente as ondas não quebram perto e exigem uma remada vigorosa para varar a arrebentação.  

“O importante nessa hora encontrar o canal de retorno, isso ajuda bastante, além da paciência para aturar o crowd constante do pico” revela Zampol.

Zampol ainda compartilha que as melhores pranchas para surfar neste pico são pranchas não muito estreitas, com pouca curva de fundo, com bordas médias no box e pouco dome deck e também rabetas tipo Squash e Swalow.

“Essa configuração para ondas cheias permite muita projeção com ganho adicional de velocidade, principalmente quando se adianta o centro de gravidade do corpo usando mais a parte da frente da prancha” finaliza o expert.

Modelos como a T4Fat FishGemini e Twin da Zampol SurfBoards  são excelentes para as condições de ondas pequenas e médias e podem ser fabricadas em EPS que podem ajudar na flutuação. 

 As pranchas da Zampol


Além do Pico ser um dos melhores no quesito ondas, ainda é um local com excelente infra-estrutura, tendo inclusive uma enorme pista de skate que homenageia nosso eterno #Chorão do Charlie Brown Jr. O local ainda recebeu iluminação que permite o treino de surf durante a noite e também onde está presente o recém inaugurado museu de surf, vale conferir! 
 

E você? Qual sua experiência no Pico?