Maresias vai de ondas tubulares clássicas a bombas arrepiantes
Localizado em São Sebastião, o pico é conhecido internacionalmente por suas ondas

 

@aleko_stergiou  
 
Paraíso do surf, com alma e espírito tubular, a famosa praia de Maresias fica localizada no município de São Sebastião, litoral Norte de São Paulo. A praia possui 22 entradas com portais de madeira que dão acesso a praia de cinco quilômetros de extensão, que ficam entre casas e condomínios do pico. A praia de Maresias possui areia muito branca e fofa, vegetação abundante no entorno, mar com águas cristalinas e muita gente bonita caminhando e correndo. A prática de esportes faz parte de Maresias. O surf em Maresias veio muito, mas muito antes de Gabriel Medina. Antes mesmo da pavimentação da Rodovia Rio Santos surfistas de alma já haviam descoberto os tubos de Maresias. Sejam em ondas grandes ou pequenas, a quimica do "Sul com Leste" agita o local e as vibrações do lugar e das pessoas que ali passam. Com 1 metro já  percebemos a movimentação da estrada. Da Serra, ao descer de Boiçucanga para Maresias, é possível ver as linhas ainda da estrada. Juntas, estas linhas se tornam verdadeiros conjuntos de "expressos" tubos rápidos, limpos, secos... internacionais.  Poucos lugares no mundo oferecem  a magia que se pode sentir em Maresias.
 
A chiquérrima infra-estrutura também é outro ponto alto do local com restaurantes badalados, hotéis boutiques e pousada que fazem parte do Pipeline brasileiro.

O pico é conhecido internacionalmente por suas ondas. Surfistas do mundo todo já surfaram nela e muitos campeonatos rolam anualmente nesta praia. Maresias possui vários bancos de areia que formam diferentes tamanhos de ondas. Da "igrejinha" ao "Moreira", tem para todos os tamanhos, mas sempre emparedadas e, com muita frequência, tubulares. Os ventos do quadrante leste e swell de sul deixam o mar clássico. Por isso, se diz que há uma magia do "Sul com Leste" no surf de Maresias. Uma máquina de ondas tubulares digna de filme.

As melhores épocas para o surfe são no outono e na primavera. Mas no inverno os praticantes de tow-in podem se deliciar, mesmo aqueles que não pegam ondas grandes vale a pena assistir o espetáculo dos "malucos" e sentir o tremor da terra a cada bomba na areia. Para se ter uma ideia, as ondas por lá  variam entre 2 e 12 pés e, nestas ocasiões, não é incomum você sentir o chão de areia da praia "tremer" quando uma ou outra bomba quebra.

O crowd é intenso, principalmente feriados e finais de semana, mas chegando na madruga dá para pegar um sossego no mar. O Canto do Moreira, no canto direito da praia, é celeiro de atletas de alto nível no esporte. E, suas ondas são disputadas entre locais casca-grossa, faixas pretas e outros surfistas que vão prestigiar o fenômeno. Respeito é a Lei.

Pico de grandes campeões e futuros como Thiago Camarão, o prodígio Eric Bahia e claro, nosso brazilian storm, Gabriel Medina que  uma matéria para Folha de S. Paulo,  foi categórico ao dizer que "quem surfa em Maresias consegue surfar qualquer onda do mundo"

 


Zampol, shaper das marcas DHD, Annesley, LSD e da própria marca Zampol, produz as pranchas para Thiago Camarão há mais de 15 anos, explica que vários tipos de prancha servem para Maresias, assim como vários tipos de rabeta, mas as rabetas mais usadas para ondas bem cavadas são round e round pin. O shaper explica também que as melhores pranchas são em PU, pois dão mais segurança que as de EPS em picos com ondas fortes e buraco, como Maresias.  

 


 
Para Camarão, Zampol revela que suas pranchas são todas com rabetas round pin e para os dias maiores, o shaper usa mais estreitas e maiores. O quiver dele varia entre 5'4 e 6'6.

 

 

Thiago Camarão em Maresias (@thiagocamarao) por @tamie_santos
 
Zampol ainda revela que para o atleta Eric Bahia, morador do Canto do Moreira, ele fabricou uma Zampol Z1 com rabeta round pin. "Aliás esta rabeta está em todas as suas pranchas" explica Zampol.

 

Eric Bahia em Maresias (@eric_bahia) por  @sebastianrojasphoto  
 
"Essa rabeta é excelente para ondas maiores e tubulares, pois alia a segurança sem perder a manobrabilidade, permitindo curvas mais rápidas e manobras mais seguras"

 

No Brasil é possível encontrar estas pranchas na própria ZampolSurfboards, o modelo usado por Thiago Camarão, Modern Lover da LSD e o modelo Z1 da Zampol. 

 

 

Zampol conta que sempre que quando pensa em Maresias vem um flash de memória em um 31 de dezembro, "quando estava com mais dois amigos e pegamos um fim de tarde em 1992 que ficou marcado ... mar clássico e sem crowd, ótima lembrança do último dia do ano" finaliza.